Logo Centro
ESCREVA-SE
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A alienação das novelas sobre o racismo estrutural

 

Por Julia Martins Rocha

 

        Quando falamos em racismo estrutural, estamos falando de sociedades estruturadas com base na discriminação, que privilegiam certas raças em detrimento de outras. No que tange a esse fato, as telenovelas ainda exercem um papel de alienação. Isso quer dizer que apesar de terem vasta influência no modo como as pessoas pensam, agem e se comportam, as telenovelas não conscientizam a população sobre o racismo estrutural, que é um fato.

        Para início de análise, a maior parte dos personagens negros que aparecem nas novelas são bandidos, marginais, empregadas domésticas, traficantes, enfim pessoas ligadas à violência, marginalizadas ou subalternas. Um exemplo é o personagem interpretado por Milton Gonçalves na novela “Pega-pega” transmitida pela Globo, um homem preto, de família pobre, que trabalhava sob a escadaria de um hotel de luxo. Ou então o famoso personagem Cirilo da novela “Carrossel”, que era constantemente humilhado por sua cor de pele e condição financeira. Isso nos mostra que os negros não são capazes de alcançar prestígio social e felicidade profissional e pessoal, o que é completamente errôneo.

        Em segundo lugar, apesar de colocarem o preto em papéis coadjuvantes, as telenovelas se vangloriam de serem inclusivas. Não importando se esses indivíduos estão ou não em papel de destaque ou se representarão pessoas à margem da sociedade, como se fosse extraordinário ter negros no elenco, o que, na verdade, deveria ser algo normalizado, tratado com naturalidade.

        Por fim, é importante citar os conceitos de maioria e minoria. Não obstante serem maioria numérica, os negros são uma minoria social, ou seja, são minoria em representação. Na prática, essas pessoas não são bem representadas no espaço público, como na televisão, nos filmes, no jornalismo e nas novelas em geral.

        Em virtude do que foi mencionado, fica evidente a necessidade de as telenovelas conscientizarem a sociedade sobre o racismo estrutural. O momento que atravessamos, as manifestações que estão sendo realizadas, mostram que apesar de não conseguirmos mudar o início, podemos lutar para que essa história tenha um final feliz.

 

(Julia Martins Rocha, aluna do 1º. ano do ensino médio)

© 2020 Anglo - Curso Cidade de Araçatuba
PARA ESTAR NO MUNDO DE UM JEITO ÚNICO