Logo Centro
ESCREVA-SE
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Realidade exposta

Laura Codognato Demarqui Santos

 

            As obras tanto no teatro e no cinema quanto na televisão (através das telenovelas), apesar de serem histórias ficcionais, sempre buscam retratar a realidade na qual as pessoas vivem. Como se tratam de uma forma de entretenimento que a maioria da população possui acesso, as telenovelas merecem destaque no que se refere à exposição e à conscientização sobre problemas sociais. Um exemplo é o racismo estrutural, uma problemática que tem sido cada vez mais abordada nessas obras fictícias e que precisa ser discutida com mais frequência pela sociedade.

            Antes de mais nada, é preciso afirmar que mesmo esta não sendo a principal finalidade das telenovelas, elas exercem um papel de denúncia do racismo velado, isto é, escondido, que existe entre a população, mostrando as dificuldades vividas pelos negros em todos os aspectos. Isso é observado não só pelos insultos sofridos, mas também pela dificuldade de entrada e ascensão do povo negro no mercado de trabalho, algo muitas vezes implícito no contexto das telenovelas.

            Há ainda as chamadas “novelas de época”, que se passam no período histórico da escravidão no Brasil, retratando os horrores sofridos pelos negros, que não eram reconhecidos como pessoas, mas sim como mercadorias, além de serem diariamente insultados e agredidos por seus patrões. Assim, os telespectadores, por meio de um mecanismo humano denominado por Aristóteles como “catarse” (a capacidade de se emocionar com a arte), ficam tocados com as atrocidades cometidas naquela época e, de maneira inconsciente, refletem sobre o racismo. Com isso, estabelecem uma comparação com os dias atuais, em que esse problema ganha novos contornos baseados na evolução dos princípios de dignidade humana.

            Dessa forma, as telenovelas são ferramentas de conscientização muito importantes sobre o racismo estrutural, já que apresentam a realidade em que a sociedade se encontra, levando a atenção dos telespectadores para os problemas vividos pelos negros não só no passado, mas também atualmente. Portanto, provocam uma reflexão sobre esse problema e afirmam que apesar de muitos negarem, o racismo existe entre a população.

           

(Laura Codognato Demarqui Santos, aluna do primeiro ano do ensino médio)

© 2020 Anglo - Curso Cidade de Araçatuba
PARA ESTAR NO MUNDO DE UM JEITO ÚNICO